Teatro

Espaço linhas+- ATamanho da fonte+-

A história do teatro em Contagem não tem uma data definida de sua introdução. Entretanto, como era uma arte apreciada pelos europeus é de supor que ela faz parte de nossa história colonial. Não obstante, segundo relato de Maria Petrina Diniz, no Jornal de Contagem, de 8 de maio de 1972, a primeira representação teatral em Contagem ocorreu entre 1867 e 1869, com o drama Luxo e Vaidade. Dentre os atores ela cita o Capitão Francisco Alves de Macedo, Antônio José e Pedro de Alcântara Diniz Moreira. Mas sabemos que foi no século XIX, no ano de 1890, que Domingos José Diniz e Silva, foi o mentor da  construção de um teatro em nossa cidade, na Rua Dona Rita de Cássia Macedo, terreno esse comprado por 30 mil réis. Contou também com a ajuda do tenente-coronel Rocha Melo, Gil Peres Diniz e José Gregório dos Reis, que conseguiram levantar a quantia de 920 mil réis para a construção. 

Nesse ano de 1890, foi fundado o grupo de Teatro União Contagense, que contava com a participação de Antônio José, Joaquim José e seus filhos Randolpho, Geraldinho e Joaquim, Pedro de Alcântara Diniz Moreira e seus filho João Damascena, entre outros. Com a formação do grupo, tiveram início as apresentações no pátio da residência de Joaquim José. A renda era destinada a construção do prédio do teatro. Entre os espetáculos, Maria Petrina Diniz destaca o drama Lágrimas de Maria. No final de 1892, a obra estava encaibrada e enripada para receber as 10 mil telhas para sua cobertura. Toda a madeira para sua construção foi tirada das fazendas do Cipó, do Barreiro de Antônio José Diniz Costa, de Domingo Belém e de Antônio Zeferino de Freitas. A comédia Honra de um Taberneiro e o drama Vampiros Sociais, inauguraram o teatro, em espetáculo com entrada franca. Dezenas de outras peças foram apresentadas no teatro de Contagem, que no ano de 1916, recebe a Trupe Dramática Brasileira, com o drama Abolição da Pena de Morte em Portugal. Com a construção do novo teatro em 1969, novos grupos e apresentações passaram a ocorrer em Contagem. O Teatro Universitário da UFMG contribuiu com a formação de jovens atores contagenses, que deram origem a grupos teatrais, que nasceram e sucumbiram, como ocorre com outras atividades artísticas no Brasil. A Federação de Teatro de Minas Gerais (Fetemig), foi fundada em 1975, com o objetivo de organizar, incentivar e propiciar a consciência cultural entre seus membros. A Fetemig proporciona a seus participantes conhecimento técnico de textos, linhas de montagem e diferentes linguagens cênicas. Nesse sentido, a Fetemig vem contribuindo com a formação dos nossos artistas, inclusive com a organização de festivais de teatro em Contagem. Na década de 2000, surgiram vários grupos de teatro, nas nossas Regionais, de forma espontânea. Esses grupos apresentam algumas características comuns, como a criação coletiva, onde os atores trabalham na direção, produção, cenografia, adereços, sonoplastia e iluminação dos espetáculos, além é claro, de sua divulgação. Importante destacar também, o Curso de Introdução ao Teatro da Fundação Municipal de Cultura de Contagem, que em 2013, apresentou as peças Tippi, a menina encantada, Os Saltimbancos, Flinc, Mulher, Cadê o Boi que tava aqui?, Esquetes e Cantorias, uma homenagem a Vinícius de Moraes e Auto de Natal, atingindo um público de 4 mil pessoas. Em 2014, foram apresentadas as peças Susi a boneca, Os Saltimbancos, Flinc e a A Lição, que tiveram público de aproximadamente 2 mil pessoas. Desafios:
•    Restaurar/reformar o Cine Teatro Tony Vieira.
•    Adequar e equipar os espaços para a realização e prática do teatro.
•    Equipar e melhorar o espaço do teatro da Casa Azul.
•    Apoiar através do FMIC os projetos dos grupos de teatro de Contagem.
•    Manter e ampliar o curso de iniciação teatral da Fundac.
•    Ampliar os curso de formação teatral através parcerias.
•    Realizar o Primeiro Festival de Teatro com artistas e grupos de Contagem.
•    Apoiar os núcleos estáveis de continuidade do fazer teatral em Contagem.
•    Estimular e incentivar a criação de novos grupos de produção teatral.
•    Incentivar os grupos de teatro de Contagem a inscrever os seus projetos no FMIC.

Cursos