Apresentação

Espaço linhas+- ATamanho da Fonte+-

A Cultura em Contagem, ao longo das últimas décadas, estava ligada à Secretária de Educação. Existia apenas uma coordenação responsável pelas ações culturais no Município. Em 4 de julho de 2012, por meio da Lei Complementar nº 138, foi criada a Fundação Cultural do Município de Contagem. Em 10 de outubro de 2012, através do Decreto n° 1937, foi aprovado o Estatuto da Fundac. Entretanto, só entrou em funcionamento em janeiro de 2013, no governo Carlin Moura que nomeou a presidente da Fundac. Em março foi regulamentado o seu CNPJ, passando a responder como pessoa jurídica, e ao longo do ano foi sendo nomeado o seu quadro de funcionários.

A Fundação Municipal de Cultura de Contagem é vinculada ao Gabinete do Prefeito. A Fundac integra a Administração Pública Indireta do Município e possui autonomia administrativa e financeira. Entre as suas atribuições, podemos destacar a promoção da descentralização e a democratização da cultura; a defesa do patrimônio cultural do Município; planejar e coordenar as atividades de casas de espetáculos, museus, bibliotecas, cinemas, teatros, arquivos, centros culturais, atividades culturais promovidas ou patrocinadas pelo Município e coordenar o Sistema Municipal de Cultura, entre outras.

Integram a estrutura da Fundação Cultural do Município de Contagem: a Casa da Cultura Nair Mendes Moreira - Museu Histórico de Contagem; o Centro Cultural Prefeito Francisco Firmo de Mattos Filho, formado pelos conjuntos arquitetônicos: Casa Amarela, Casa Azul e Casa Rosa; o Centro Cultural Regional Petrolândia; a Biblioteca Dr. Edson Diniz; o Espaço Popular de Contagem; a Casa dos Cacos de Louças; o Cine Teatro Municipal Tony Vieira; o Lote 5-b, medindo quarenta mil, centro e oitenta e cinco metros quadrados, localizados na quadra 12, do Bairro Quintas Coloniais.

Desde a sua criação, a Fundac vem consolidando a cultura em Contagem, como política pública de Estado. A Lei 4647 de 27 de dezembro de 2013, sancionada pelo prefeito Carlin Moura, criou o Sistema Municipal de Cultura (SMC), que integra as diretrizes do Sistema Nacional de Cultura.

Faz parte do SMC a legislação do Fundo Municipal de Incentivo à Cultura (FMIC), que tem como objetivo financiar os projetos dos artistas de Contagem. Em 2014, a Fundac lançou o primeiro Edital Público do FMIC, investindo R$ 500.000,00. Foram apresentados 163 projetos e 45 foram contemplados, que resultaram em quase uma centena de ações culturais que ocorreram de forma descentralizadas em todas as oito regionais. Em 2015, o segundo Edital do FMIC investiu R$ 600.000,00. Foram apresentados 182 projetos e contemplados 58 que desdobraram em mais de 130 ações culturais.

A Fundac sempre procurou valorizar as apresentações culturais dos artistas locais. Entretanto, não deixamos de realizar apresentações como a da Orquestra Synthesis, Orquestra Sinfônica do Palácio das Artes, Lenine, Vander Lee, Boneco de Pano, Renegado, Grupo Galpão, entre outras. Criamos o Circuito Cultural com o objetivo de descentralizar as ações culturais, levando para todas a Regionais shows, teatro Cinema na Praça, entre outras atrações. Além disso, a Fundac lançou em 2014 o seu Primeiro Edital para o Concurso de Machinhas e de apoio aos Blocos Carnavalescos, procurando assim, resgatar o carnaval em nosso Município.

A Fundac, criou o Projeto Grafitando Contagem, que realizou dezenas de intervenções artísticas nos viadutos e escolas do nosso Município. O Projeto Tudoaver em parceria com o Big Shopping realiza exposições mensais de Artes Visuais nas galerias do Centro Cultural, Prefeitura de Contagem e Big Shopping. A Fundac lançou o primeiro Edital de Artes Visuais para selecionar artistas para expor seus trabalhos nesses locais de exposição. Além disso, passou a oferecer uma ajuda de custo para esses artistas aprovados no edital. O Projeto Tudoaver, ampliou suas ações, implementando os Ateliês Vivos, que têm a proposta de aproximar a população dos artistas plásticos, já que eles realizam suas pinturas e desenhos ao vivo em praças e parque.

A Fundação Cultural do Município de Contagem, criou o Projeto Clickando Contagem, que percorre a cidade com fotógrafos amadores e profissionais, com o objetivo de captar por meio da fotografia, momentos e lugares da cidade, enriquecendo o acervo fotográfico do Município. A ideia surgiu em homenagem ao Dia do Fotógrafo, comemorado no dia 8 de janeiro.

No Espaço das Artes, a Fundac oferece gratuitamente 12 cursos de formação cultural. Entre eles podemos citar o de pintura, artesanato, fotografia, canto coral, musicalização, violão, teatro, violino, teclado, flauta, desenho, balé clássico, balé moderno, dança de salão, entre outros, onde atendemos mais de 800 alunos por semestre.

A Casa dos Casos tem hoje o seu Projeto Arquitetônico, que ficou em R$ 108.977,00, princípio básico para qualquer restauro. O Cine Teatro, que estava em péssimas condições de uso, quando a Fundac ficou responsável pelo seu gerenciamento, acabou sendo fechado pela defesa civil e o corpo de bombeiros. Hoje o Cine Teatro, também tem o seu Projeto Arquitetônico que ficou em R$ 398.505,78. Esses dois projetos foram pagos com os recursos do Fundo Municipal de Patrimônio Cultural da Fundac. A segunda fase é da elaboração dos projetos para captação de recursos na Lei Rouanet, para o restauro desses dois bens tombados.

A Casa de Cultura Nair Mendes Moreira – Museu Histórico de Contagem vai passar por um restauro em 2016. Serão investido R$ 75.000,00, proveniente do Fundo Estadual de Cultura – FEC, 18.750,00 do Município que já está em uma conta bancária especifica na Caixa Econômica Federal.

A Fundac, por meio do Departamento de Parcerias, participa de editais públicos na área da cultura nos âmbitos do Estado e da União. Foi contemplada em 2015 com prêmios nas áreas de Patrimônio e Biblioteca. O Projeto “Caravana da Leitura”, ganhou um prêmio do Minc no valor de R$ 30.000,00, recursos esses que estão sendo investidos no sistema de gerenciamento do seu acervo.

O Projeto “Quero Ler Pra Você”, também ganhou um prêmio de R$ 30.000,00, o projeto leva a leitura para as praças, como forma de incentivo da mesma. Também ganhamos o Prêmio de Microprojetos de Museu no valor de R$ 50.000,00 e o Prêmio de Mostra Literária no valor de R$ 120.000,00. O Projeto “Noites Azuis” cresce em número em cada realização, demonstrando a força da literatura em nossa cidade.

A Fundac lançou em 2015, Edital Mestres e Mestras dos Saberes com o valor de R$ 50.000,00, que premiou 10 (dez) mestres e mestras da cultura popular de Contagem. Em 2016. lançamos um novo Edital Mestres e Mestras dos Saberes. Lançamos 5000 exemplares da Revista por Dentro da História no valor de R$ 9.950,00 e 4000 exemplares do Caderno do Patrimônio Imaterial/Comunidade dos Arturos, com o valor de R$ 8.000,00. Reproduzimos também 5000 cópias do DVD do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais - Patrimônio Imaterial/Comunidade dos Arturos, com o valor de R$ 7500,00

O Curso de Iniciação Teatral da Fundac apresentou as peças “A Fórmula de uma Assassino”, “Rola que Rola”, o Dragão Verde, a Lição, Escuta Aqui seu Ladrão, Vai Embora Sr Durval e Fulana Sicrana, Beltrana, que teve um público de 3400 pessoas, entre crianças, adolescentes, jovens e adultos.

A Fundac já assinou o convênio com o Minc (Ministério da Cultura) para a implantação de 4 (quatro) Pontos de Cultura em Contagem e premiar grupos e entidades culturais da cidade, com valores de R$ 446.259,00 do Minc e R$ 225.000,00 do Município.

 

 

 

 

 

Espaços Culturais